UMA GUERRA CULTURAL MULTISSECULAR

"A perspectiva ampla de interpretação do processo histórico vivenciado pelos sefarditas, conversos judaizantes, nos tempos modernos é de uma guerra cultural multissecular, travada no cenário da "civilização Atlântica", contra as forças do catolicismo antissemita reacionário, representado pelo Tribunal do Santo Ofício da Inquisição, que tentou esmagar qualquer manifestação dessa cultura milenar nos domínios da Civilização ibérica."
 
 
 

SOBRE O GPDAS

O GPDAS está vinculado ao Departamento de História e ao Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Sergipe.
Os membros do GPDAS são pessoas interessadas no estudo acadêmico de uma história subterrânea, misteriosa e intrigante!
Dentre as atividades realizadas pelo Grupo estão reuniões ordinárias de orientação e discussão para o desenvolvimento de Projetos de Pesquisa visando a inserção de seus membros em Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu.
 
 
  NOTÍCIAS
 


PARLAMENTO APROVA NACIONALIDADE PORTUGUESA PARA JUDEUS SEFARDITAS DE ORIGEM PORTUGUESA

O Parlamento Português acaba de aprovar a atribuição de nacionalidade portuguesa a descendentes dos judeus sefarditas expulsos de Portugal a partir do século XV.
O projecto aprovado prevê a atribuição da nacionalidade portuguesa por naturalização aos descendentes de judeus sefarditas portugueses que demonstrem “tradição de pertença a uma comunidade sefardita de origem portuguesa, com base em requisitos objectivos comprovados de ligação a Portugal, designadamente apelidos, idioma familiar, descendência directa ou colateral”.
Designam-se de judeus sefarditas os judeus descendentes das tradicionais comunidades judaicas da Península Ibérica (Sefarad).
 A lei 43/2013 terá ainda um período de regulamentação antes de poder ser aplicada. Fonte: Consulado Geral de Portugal em São Paulo.


JOSEPH ATWILL, HISTORIADOR NORTE-AMERICANO, AFIRMA QUE JESUS DE NAZARÉ FOI UMA INVENÇÃO DE ROMA

 Às vésperas de sua palestra Covert Messiah em Londres neste sábado, o pesquisador americano Joseph Atwill foi muito além de suas recentes afirmações de que a figura de Jesus Cristo é uma completa fabricação da aristocracia romana. Em entrevista exclusiva ao Terra, Atwill, 64 anos, disse que o cristianismo foi inventado durante o Império Romano para controlar as massas e, até hoje, só causou danos à sociedade.
"Acho que o cristianismo tem sido uma catástrofe. Se você olhar na história, ele criou a Idade das Trevas, as Cruzadas foram uma desgraça absoluta e a Inquisição também foi uma abominação moral. Se você observar o século 20, as nações cristãs massacraram umas às outras, com mais de 120 milhões de pessoas morrendo em guerras. Acredito que as pessoas não deveriam ter medo de um mundo sem cristianismo fazendo o papel de uma força moral maior, porque observando eventos anteriores, o cristianismo não foi bem sucedido no passado", disse. Fonte: Portal Terra.


GPDAS PARTICIPOU DAS DUAS EDIÇÕES DO SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE ESTUDOS INQUISITORIAIS

Durante a 1ª Edição do Simpósio Internacional de Estudos Inquisitoriais, em Agosto de 2011 na UFBA, em Salvador (BA), o Prof. Dr. Marcos Silva participou, juntamente com a Prof. Drª Suzana Severs, de uma Mesa Redonda sobre a Família Criptojudaica. Priscilla Góes e Ísis Carolina Garcia Bispo apresentaram trabalhos. Na 2ª Edição do Simpósio Internacional, em 2013, que ocorreu na mesma Universidade, O GPDAS coordenou um Simpósio Temático sobre Criptojudaísmo, onde vários de seus membros apresentaram trabalhos.


GPDAS PROMOVEU CONFERÊNCIA DO PROF. DR. ANGELO ADRIANO FARIAS DE ASSIS NA UFS

Em Dezembro de 2013, o GPAS promoveu, no Auditório da Didática V da UFS, uma Conferência do Prof. Dr. Angelo Adriano Farias de Assis sobre Inquisição e Criptojudaísmo. Na ocasião, cerca de 80 pessoas apreciaram a exposição ilustrada do Professor da Universidade Federal de Viçosa (MG).

NO DIA 06 DE DEZEMBRO DE 2018, PROF. DR. NATHAN WACHTEL, PROFESSOR HONORÁRIO DO COLLÈGE DE FRANCE,
PROFERIU CONFERÊNCIA, A CONVITE DO GPDAS, NA UFS.