SUGESTÃO DE LIVROS
 

CRISTÃOS-NOVOS NO NORDESTE - Prof. Dr. Marcos Silva.

"Aspectos sutis encontrados numa pequena cidade do interior sergipano, Cedro de São João, como estrela de Davi gravada na fachada de uma casa localizada na frente da catedral católica da cidade, sugerem uma ousadia calculada por parte de criptojudeus que encontravam formas de sustentar um velado movimento de resistência cultural. Outro aspecto muito menos sutil, é o nome da grande lagoa da cidade, Salomé. Impossível não imaginar que consiste em uma provocação nomear de Salomé a lagoa de uma cidade cujo nome homenageia João Batista, sabendo-se que em seu povoamento estiveram presentes cristãos-novos.
Hoje, a consciência anussim não se faz mais presente nos habitantes de Cedro de São João, foi olvidada ao longo dos séculos, assimilada dentro da cultura cristã, e os descendentes dos judeus que forçosamente outrora se converteram, são ignorantes acerca da história de seus antepassados, seu modo de vida, suasa crenças.
Por outro lado, alguns potiguares em Natal, durante a década de 1970 do século passado, constituíram uma comunidade para voltarem à prática do judaísmo. É a partir da análise dessa dialética entre o "paradigma da assimilação" e o "paradigma do retorno" que o autor considera a história dos descendentes dos cristãos-novos e chama a atenção para um posicionamento subjetivo frente a esse passado por parte dos herdeiros dessa história que são significativa parcela da população brasileira, especialmente no Nordeste." - Apresentação da Obra.

OS ARCANOS PROFUNDOS DO CRIPTOJUDAÍSMO: O PAPEL DA CABALA NA RESISTÊNCIA CULTURAL DOS SEFARDITAS À PERSEGUIÇÃO INQUISITORIAL - Marcos Silva e Isis Carolina Garcia (E-book)

"O livro 'Os Arcanos Profundos do Criptojudaísmo: O papel da Cabala na resistência cultural dos sefarditas à perseguição inquisitorial' conta uma história por muito tempo olvidada. Por meio de pesquisa em fontes inéditas e também pela reinterpretação de fatos tradicionalmente já estudados foi possível revelar a existência de uma dimensão mais profunda, propositalmente escondida, insuspeita para a maioria dos estudiosos, dentro do chamado criptojudaísmo. A 'história subterrânea' dos sefarditas conversos e judaizantes, chamados de 'cristãos-novos', revela a existência de uma camada inusitada: o cabalismo praticado por meio de um rico sistema de símbolos e costumes esotéricos, como a forma mais acabada da resistência cultural ao etnocídio que o Tribunal do Santo Ofício da Inquisição intentou executar contra eles durante os tempos modernos nos países ibéricos e suas possessões coloniais." - Apresentação da Obra.

ALÉM DA EXCLUSÃO: A CONVIVÊNCIA ENTRE CRISTÃOS-NOVOS E CRISTÃOS-VELHOS NA BAHIA SETECENTISTA - Prof. Dra. Suzana Severs.

"A participação dos cristãos novos na sociedade baiana setecentista é o tema deste trabalho. Em uma sociedade onde a repressão inquisitorial agia sobremaneira contra estes indivíduos e uma legislação discriminatória dela os excluía, os cristãos-novos criaram mecanismos de integração convivendo, sociabilizando e rivalizando com a população cristã-velha em todas as esferas da vida colonial. Os caminhos para esta integração, as articulações sociais e econômicas dentro do próprio grupo e com cristãos-velhos, as respostas a esta repressão e a consciência da diferença que os distinguia do restante da população luso-brasílica, é a discussão que colocamos em pauta com esta pesquisa." - Apresentação da Obra.